Informação

Quarto infantil feng shui: evolução e imaginação

Quarto infantil feng shui: evolução e imaginação


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Mudança

As crianças estão em constante evolução e seu mundo deve abraçar essa transformação permanente. Pelo menos uma vez a cada dois anos, os móveis devem poder ser movidos para acompanhar o movimento da vida. Preste atenção especial ao local da cama: a cabeça deve ser encostada na parede, em frente à janela e afastada do sótão, se o quarto estiver no sótão. A mesa deve ser colocada perto da janela, mas não de frente para a janela, para evitar distrair a atenção. Livros e entretenimento de sua idade devem ser exibidos com destaque nas prateleiras. Estes devem ser o mais claros possível. A localização dos móveis é importante: é o princípio do "bagua", que combina cada segmento da sala com uma área da vida (família, relacionamentos, criatividade, etc.). Para estimular a curiosidade e a dinâmica da criança, tome cuidado com a parte nordeste em relação à porta da frente. Estratégico, deve ser claro, harmonioso e requer mais cuidado para liberar boas ondas.

Eliminar

Todas as roupas e brinquedos que não são mais da idade dele devem ser evacuados regularmente e não apenas por razões de espaço disponível. Os objetos em seu quarto refletem e acompanham seu desenvolvimento: manter toda a sua coleção de bichos de pelúcia na cama após a idade do jardim de infância pode incentivar a estagnação e restringir o impulso da imaginação. Peça ao seu filho que escolha os dois ou três brinquedos fofinhos que ele prefere: o tempo todo, os animais representados pelos brinquedos tiveram um papel muito simbólico porque a criança se identifica com eles; o macaco inteligente e animado fortalece as habilidades acadêmicas. O leão dá sua força, o urso seu poder. A cada seis meses, ordene seus pertences: jogue fora objetos danificados ou quebrados, bugigangas de plástico e guarde brinquedos ou livros interessantes em uma caixa que você dará a uma criança mais nova. Também aceite que ele elimina, se assim o desejar, os objetos herdados que o atrapalham: seus próprios brinquedos ou os da família, os livros que lhe foram oferecidos e que ele não quer ler etc. Ensine-o a arrumar seu quarto, sem lhe impor tarefas muito pesadas: isso estimulará sua vitalidade. Os beliches devem ser evitados: em vez de confinar um no chão e colocar o outro no teto, tenha duas camas uma de frente para a outra.

Adicionar

Quando a criança passar em certos limites - ingresso no PC ou no ensino médio -, faça mudanças simbólicas no quarto, o que o incentivará a crescer. Se ele não tiver um, pendure um espelho no qual ele possa se ver inteiramente; coloque-o onde não puder ser visto da cama e que será cada vez mais alto à medida que crescer. Ao adicionar móveis ou elementos decorativos, escolha linhas curvas: a criança crescerá em um ambiente mais criativo. Repintar seu quarto a cada dois anos. Nas paredes, escolha uma cor clara (verde, azul, laranja) de preferência. Imagens de animais são bem-vindas: pintadas ou colocadas em adesivos, esses companheiros simbólicos devem ser amigáveis ​​e reconhecíveis. Suas qualidades tranquilizam a criança e a embalam enquanto dorme. É importante que essas efígies evoluam ao longo dos anos: pense em propor mudanças a cada ano escolar ou aniversário. Foto: Ardósia magnética em www.decoration-maison.fr