Outro

História do casal: que organização no banheiro?

História do casal: que organização no banheiro?

Concordamos que é necessário manter uma história de amor para que ela dure, que nada seja ganho com antecedência e que todos devem se esforçar para que a vida de um casal funcione. Tudo isso não é necessariamente muito romântico (embora), mas é verdade que os pequenos detalhes costumam fazer a diferença. Tome o banheiro, por exemplo, um espaço muito íntimo que você deve compartilhar da noite para o dia quando se mudar para um casal. Não é necessariamente simples, especialmente quando você não tem a mesma utilidade desta sala. Em vez de esperar a tempestade ameaçar entre você, descubra oito dicas para manter tudo entre você e seu amante no banheiro.

Dica 1: respeitar a privacidade

Em termos de privacidade, realmente não existem regras em alguns. Alguns preferem manter uma forma de mistério quando outros lucram com o abandono total. A gestão da intimidade também evoluirá ao longo dos anos e de acordo com o relacionamento do casal. Em suma, não realmente regras, exceto para respeitar os desejos de seu cônjuge. Por esse motivo, é melhor ter a possibilidade de fechar completamente a porta do banheiro instalando uma trava ou trava. Depois que cada um administra de acordo com sua modéstia ou desejo, o principal é não impor nada.

Dica # 2: invista em um toalheiro substancial

Esse é um objeto ao qual não atribuímos importância quando somos solteiros, mas que pode ser a fonte de muitas disputas quando nos mudamos para um casal. Com um toalheiro muito pequeno, você pode ficar sem espaço para secar as toalhas. Há um grande perigo de acabar uma manhã com uma toalha ainda úmida devido à falta de espaço: há algo para se animar! Desnecessário dar motivos para brigas, instale o mais rápido possível um toalheiro digno desse nome.

Um secador de toalhas grande para mais conforto!

Dica # 3: pense na pia dupla

Se o tamanho do seu banheiro permitir, recomendamos que você opte por um lavatório duplo. Com esse sistema, é muito mais simples delimitar o espaço no nível da pia, pois cada um tem a superfície em torno de sua bacia. Se o seu banheiro for pequeno demais para permitir esse tipo de instalação, escolha pendurar as prateleiras acima da pia para que todos possam encontrar sua conta e espaço suficiente para seus objetos do dia a dia.

Dica # 4: Organize o armazenamento por bandeja

Não é necessário complicar a tarefa de armazenamento quando você pode se apropriar de espaços facilmente, graças às caixas de plástico. Além disso, o método funciona tão bem no banheiro quanto em outros cômodos da casa. Isso permite não invadir as áreas reservadas para o outro, mas também facilitar a limpeza e o armazenamento. Ao adicionar rótulos para nomear o contêiner, o outro não pode dizer que ele não sabe onde esse ou aquele objeto está armazenado.

Caixas ou caixas de armazenamento para melhor compartimentar

Dica 5: estabelecer zonas neutras

Alguns itens no banheiro podem ser totalmente compartilhados. É o caso, por exemplo, da farmácia ou da roupa de banho. Essas zonas, que podem ser consideradas neutras por pertencerem tanto a uma quanto à outra, devem ser irrepreensíveis. Não se trata de culpar um ou outro no que diz respeito à organização ou limpeza dessas áreas. Isso também implica que as chamadas áreas reservadas estão sob o controle de cada uma e, portanto, a outra não precisa colocar seu grão de sal nelas.

Dica # 6: nenhum compartilhamento justo

O conselho pode parecer surpreendente, mas pode salvar casais. Quando você se muda, a lógica seria que o espaço seja distribuído igualmente. No caso do banheiro, isso daria tantas gavetas e prateleiras para um e para o outro. Só que é extremamente raro que os dois tenham tantos produtos ou equipamentos para guardar no banheiro. O ideal seria, portanto, decidir o espaço de cada um de acordo com suas necessidades.

Dica 7: tenha uma escala de valor

Se surgir uma discussão entre vocês dois, porque você não aguentaria enxaguar o copo de dente, tudo poderia acabar mal. Todo mundo tem seus pequenos defeitos e pequenos hábitos, o principal é saber distinguir o que é vital do que é desagradável. Ao estabelecer uma escala de valor para seus hábitos (entre o que o revolta, o que o irrita ou apenas o faz resmungar), você será capaz de evitar comentários depreciativos para insignificantes. O mais importante é comunicar e compartilhar seus sentimentos: quanto mais conhecemos o outro, mais sabemos como nos organizar adequadamente.

Conselhos para um banheiro compartilhado e tranquilo!

Dica 8: tenha dois banheiros

E se essa fosse a solução? Como o quarto separado, nem pensamos nisso, mas se nos dizem sobre dois banheiros, a coisa se torna muito mais interessante. E então, se você pensar bem, ele só tem vantagens: existem tantos pequenos segredos de beleza que você não deseja compartilhar com seu parceiro!